quarta-feira, 2 de março de 2011

Eu não uso relógio

Eu não uso relógio
Não que eu não goste do tempo
Mas porque não me apego a prazos
Creio que o HOJE é o que importa

Eu não uso relógio
Não que não ache bonito
Mas porque não gosto de nada me apertando
Fora aquele tic tac que me agonia

Eu não uso relógio
Não que não seja necessário
Mas a minha mente me alerta do que preciso
E se preciso for, invento meu tempo

Eu não uso relógio
Não que não queira
Mas porque quero meu corpo livre
E assim poder viver o tempo da forma que quiser

Relógio? Pra que?
Se o tempo não passa e não quer parar
Se ao mesmo tempo que apressa quer retardar
Relógio? Não, eu não uso.

4 comentários:

  1. Tenho um amigo meu que falava muito isso. Nada de relógio. Tudo o que vale é o hoje.

    ResponderExcluir
  2. Eu ainda uso mas quando aposentar juro que jogo fora...rs.bjs

    ResponderExcluir
  3. Olá adorei teu blog, lindo mesmo. Parabéns. Fique a vontade para fazer uma visitinha ao nosso “Alto- falante” e seja mais um membro. Você é nosso convidado especial. http://poetarenatodouglas.blogspot.com/.
    Um grande abraço!

    Renato Douglas!

    ResponderExcluir
  4. Eu não uso relógio. 'Não sei ajustar os ponteiros do meu relógio torto com os da engrenagem perfeita da vida.' Gostei muito do teu texto. Paz, luz e inspiração, SEMPRE. Abraços.

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.