terça-feira, 25 de maio de 2010

Desabafo

Houve um tempo que eu fui o mais rápido, acabei chegando onde nenhum outro chegou e pude fiar no quentinho nunca antes ocupado;
Houve um tempo que eu fiquei nesse lugar, quente, seguro, protegido, tendo todo o carinho do mundo, mas tive que sair;
Houve um tempo que eu só tinha duas preocupações na vida, comer e dormir, o resto era com os outros, mas cresci;
Cresci e foi o tempo de ter na bola de futebol a coisa mais importante da minha vida, ela era a minha melhor amiga, mesmo que eu só a chutava;
Cresci mais um pouco, e o fato de andar de mãos dadas era porque a gente namorava, era o que o mundo via, menos eu e ela;
Cresci mais e comecei a ter mais preocupações, precisava tirar nota para evoluir, provar para os outros que eles eram bons e não eu;
Evolui, mudei, senti o peso de acordar cedo e pegar transporte lotado logo cedo para tentar ser alguém na vida, mas a tarde podia descansar;
Descansava, era um tempo bom, ligava a TV e a deixava sem som, ligava o radio, com muito som, e lia, tudo que me interessava;
Podia ir aonde quisesse, afinal já trabalhava e sabia o valor que um papel monetário tinha, então me achei dono desse enorme nariz;
Veio uma, depois outra, depois varias, enfim, conhecia o gosto amargo da palavra decepção, não foi fácil, mas aprendi a viver com ela;
Mas é claro que teve alegrias, amigos novos, amigos velhos, coisas novas, que nunca imaginei sentir, idas e vindas, o mundo é assim;
A evolução não parou, progredi, me estabilizei, me centrei, me encontrei, feliz fiquei, e assim pensei “é assim que vai ser”;
Mas ela estava ali, como sempre, e veio me decepcionar, mas nada de me abalar, vou em frente, sou guerreiro, lutador, acredito em mim;
Estou vivendo, vencendo, lutando contra o que não quer me fazer bem, mas to ai feliz, atrás da felicidade, como sempre estive;
Se achas que é fácil é porque não valoriza. Desde a saudade do ventre materno, até a perda de entes importantes, a vida é assim, uma sucessão de valores, se antes era comer e dormir, hoje para ter isso é preciso lutar, não parar, viver sem desistir.

Vivo porque amo a vida e tenho tudo que amo, se não tenho algo, não faz mal, não está me fazendo falta.

Um comentário:

  1. Ei...adorei o seu blog e voltarei aqui com certeza, Parabéns!
    Beijos

    ResponderExcluir

É legal expor o que pensamos, eu já fiz a minha parte e você está fazendo a sua agora, e eu agradeço.